UM BLUES


eu amo você
e de que adianta?
não vê as portas abertas,
meu coração oscilando,
como um copo à beira da mesa
à espera de uma palavra de amor.
e nem precisa tanto,
bastaria um blues no bar mais próximo,
um beijo de mentira,
meu baton desfeito
e, no espelho,
ao lado da solidão,
a certeza refletida do amor
que não existe

senão em minha alma triste.
Saramar

Imagem: Daeni Pino

Hoje tem um poeminha novo lá no blog do Leo.

7 comentários:

Anônimo disse...

http://pedromenezes.com/os-4-melhores-editores-de-imagem-online

Pedro Paulo Pan disse...

, almas entristecidas, e se ouve um blues em o fundo do peito...
, beijos meus.

A.S. disse...

Num instante tudo se modifica!
Por veses um gesto, uma caricia, um simples sorriso, pode mudar o curso de uma vida!


Um terno beijo!

Dalila disse...

fixe

Mário Margaride disse...

Exactamente Saramar.

De facto, não era preciso mais nada.
Bastaria:

"um beijo de mentira,
meu baton desfeito
e, no espelho,
ao lado da solidão,
a certeza refletida do amor
que não existe
senão em minha alma triste."

Gostei deste belo poema!

Beijinhos

Márcia(clarinha) disse...

um beijo de mentira não, cruel demais...
linda noite doce Saramar
beijos

Tina disse...

Saramar:

Também amei assim: prá que? Por que? À minha alma triste,pergunto.

Adoro LER tua verbalização,mostrando o que um dia foi sentido. Hoje não mais. Obrigada.

PS: Um dia o BlueMoon ganha um link no Falares? Pode ser. Pode ser.

beijos querida,