ASAS


seu vôo não é o meu.
mais alto, vivo,
além de qualquer roupagem.

depois do amargo do dia, vou.

meu pouso é em sonhos,
do contrário, vôo.

não se iluda amigo,
não vou na direção da certeza,

louca? sou.
Vivo dessa mania de planar em miragem.
Saramar

Imagem: Elvira Amrhein

11 comentários:

Bill disse...

Mania de caminhar nas nuvens e de encantar com as palavras...

"depois do amargo do dia, vou."

É amargo... que por vezes se arrasta...

Beijo dona moça e ótimo fim de semana pra tu.

;***

Marconi Leal disse...

Desfecho roseano. Muito bom. Beijos.

Carlos disse...

Sumidaaaaaa

Joana Dalila Santos disse...

Louca? Sou.

Gostei

Moita disse...

Sarita

Está superando a Cecília Meireles a passos largos. Vou começar uma campanha pra você vestir o fardão da ABL.

Muitos cheiros

A.S. disse...

Voa! Voa! e esquece as amarguras!
Nesse azul onde pairam seguras
Bem longe da tempestade
Os sonhos e as loucuras
Que vencem as leis da gravidade!


Para ti... com um beijo!

moacircaetano, todo prosa! disse...

voar é quase sempre bom...
ando sem combustível, porém...

Alice disse...

Querida Saramar...
Mais um lindo poema... Eu também
"Vivo dessa mania de planar em miragem."... Que importa que lhe chamem loucura... bendita loucura!

Beijinhos e bom fim de semana...

Tina disse...

Oi Saramar!

...Nunca vou na direção da certeza: AMO... vôo! Sou assim. Lindo, lindo.

Obrigada por me trazer momentos tão românticos, e tantas lembranças.

PS: E obrigada pelo carinho do link: feliz fiquei.

beijos querida e bom fim de semana,

fabio jardim disse...

e eu dessa mania de colher seus falares.

Star disse...

Saramar querida, os “loucos” são os senhores das artes e da beleza, só os “loucos” conseguem compreender Deus e a finalidade da vida.
Bom domingo, beijo