FALAR DE AMOR

Catarse,
sina, sonho?
Falar de amor,
prazer ou dor?
Não sei.
Sei, entretanto que meus amores, aquelas pessoas do meu coração, que amo, que admiro e respeito pela beleza da alma, nunca se cansam de mimar esse meu coração.
Mimos? Ai, sim, muitos.
A
Tina, a Luma, a Mary, a Letícia e o Mário
(esses anjos que se fingem de gente
para nos encantar) me encheram de flechadas de amor.
Obrigada, anjos que, em meus versos lêem o amor e o desejo de amar.

5 comentários:

Zé Carlos disse...

Sara querida, falar de amor é a coisa mais linda que existe.... amar então é divino...
Vc perguntou no site - está acontecendo assim...
Bjs do ZC

Tiago disse...

Falar de amor e viver o amor nunca é demais, sobretudo em tempos loucos e pesados como vemos hoje em dia.

Beijos e boa semana.

Tina disse...

Oi Saramar!

Ao ler seus versos, quem sai ganhando sou eu: tenha certeza.A minha vida, o meu dia se ilumina, de amor. Agradeço.

beijos querida, boa semana.

luma disse...

Eu tinha que te premiar! Você é culpada de me encher de encantamentos a cada postagem!
Beijus,
Luma

Leticia Gabian disse...

Querida Saramar,
Se me faltarem as palavras de amor, venho aqui buscar.
Grande beijo