ENGANO


Horas não bastam
para esquecer você.
Dias não bastam,
dias não passam,
o amor não passa.
Alguém me enganou,
o tempo não mata,
o tempo só passa,
sem notar minha dor.
as horas não levam
os dias que passam,
o tempo não basta,
para matar meu amor.
Saramar

Hoje há um poema novo lá no blog do Leo.
Se você ler, ficarei feliz.
É só clicar
aqui.

Imagem: Joel Sartori

8 comentários:

Anônimo disse...

Você é um bálsamo!

linda!

Elisabete Cunha

Tina disse...

Oi querida!

Não mata mesmo: se é(ra) amor, não passa nunca. LINDO!

Ler você é a garantia de um amanhã vivido, iluminado. Obrigada por dividir.

beijos grande e tenha um lindo dia.

Erika disse...

O tempo há de bastar.

Beijos

Leticia Gabian disse...

Ai... O tempo!
Para mim, os dias não passam, as horas se arrastam.
O tempo nunca está como o queremos, não é?

Beijo grande

Tiago disse...

Melancólicos e lindos versos sobre os tristes anjos que vagueiam sobre a terra, gostei muito.

Quanto ao Engano aqui, é duro mas é verdade, dias tornam-se anos quando sofremos a falta de um amor perdido ou o próprio sentimento de desamor.

Linos versos como sempre!
Beijos.

Chiko Kuneski disse...

Como digo num poetix do Bloguesia

A pior hora
É a marcada
Sempre atrasada.

Mari disse...

Oi,querida
Pois é...nada basta para matar um maor!adorei!
grande beijo




*Puxa,ninguém está entendendo a minha "poesia"..será que vc vai entender???seja sincera...rs

Tina disse...

Saramar:

O tempo não passa,
O tempo não mata,
O tempo?
Maltrata.

Lamento.


beijo (de novo),