SÁBADO

Guardei minha tristeza.
Um novo sapato
e saio...

sábado
e o amor tão próximo.
Saio imitando, do sol,
a claridade.
Saio leve, ao encontro
do bárbaro fogo do seu beijo
para colorir meu vestido de vermelho.
Saio, sábado
e volto, breve.

Saramar

Imagem: Joani

6 comentários:

Moita disse...

Volte sempre minha poeta.


cheiros aos borbotões

delusions disse...

Até breve*

Márcia(clarinha) disse...

Até breve e feliz sábado doce Saramar
beijos

Mestre disse...

Oi.
Se divirta bastante nessa sua saída. E que encontre esse fogo.
Um beijo

Tigrão disse...

Meu anjo,

Ainda fecho todas essas sapatarias,
tudo por um sábado.
bjs.

Vieira Calado disse...

Pois os meus votos dum bom Sábado!
Que já foi ontem...
Então que entre pelo Domingo adentro!