ADÃO E EVA


não, não me mostre o paraíso,
assim tão descuidado,
porque amanhã acordo
e você se foi
acompanhando as estrelas.
Saramar

Imagem: Ilia Lys

12 comentários:

alexandre, the great disse...

Vc sozinha?
Vou à Goiânia, agora!

Beijo,

claudia disse...

Olha
ainda que seja apenas por um minuto...deixe que o paraíso lhe seja mostrado...
é bom demais...

( depois fica tudo...saudade, solidão, vazio....mas também fica a lembrança de poder ter vivido)

beijos querida

Moita disse...

Também me sinto só, pela perda de um amigo.

Mas, o sozinho é diferente da escuridão. O sozinho é apenas temporário.

Mil cheiros

Bosco Sobreira disse...

Minha querida Poeta,
Mal a gente se recupera de uma emoção (na verdade, a recuperação não é definitiva - tua poética reverbera na alma)e vem uma outra maior. Você não escreve só poemas. Você transmite emoção. Poesia!
Muito obrigado, minha querida. Sempre.

O Meu Jeito de Ser disse...

Veja o paraíso, não descuidado, mas maravilhosamente lindo.
Mas não fique sózinha, não se permita estar só.Jamais.
Um beijo

Lulu on the sky disse...

Muito fofo o poema.
Big Beijos

Moita disse...

Sarita

Foi apenas um bloqueador idiota que filho introduziu.

Vários cheiros.

Francisco Dantas disse...

Querida Saramar, parece estar faltando um "que" no último verso?
O poema mostra uma recusa por receio de frustração diante da partida certa do ooutro. Um beijo e um feliz final de semana.

Claudinha disse...

Lindo Saramar! A realidade que quem FICA olhando estrelas ao longe... Adorei! Beijos!

Tina disse...

E a dor fica. Doída. Sentida.

beijos querida.

un dress disse...

muitos vivem nas estrelas...cada vez maiS...






abraçO*

chiko disse...

Belo poema. E o conjunto composto com a imagem está fantástico.