PRISÃO


Sinto o desespero das águas
enclausuradas em nuvens
e a sede que sentem de logo chover.
É uma ilha o que meu espelho reflete
e sua líquida prisão habitada por monstros.
Quem abre minha porta, só enxerga o
aquário meio sujo pelos meus anos
e dentro dele, uma criatura só, salobra
e triste, feita de solidão e assombro.
Saramar

Imagem: Keit Levit

7 comentários:

mari crrrrruuuu... disse...

Eu abri esta tua porta e adorei o que encontrei...

Bom fim-de-semana!

Bjinho*

Márcia(clarinha) disse...

Desesperador...
lindo final de semana doce Saramar
beijossssssss

Tina disse...

Linda foto, tristes palavras...

beijos querida,

DE-PROPOSITO disse...

Olá deixo um beijinho.
Fica bem.
Manuel

Mário Margaride disse...

Olá Saramar,

Espero que ao abrir esta porta... entre a claridade e luz...
e ilumine o teu coração,
ofuscado pela escuridão.

Bom Domingo

Beijinhos

un dress disse...

curioso, devo ter-me enganado no aquário: eu vejo uma criatura leve, linda, transparenTe...!

estranho...

~


~

Pedro Paulo Pan disse...

, tem momentos que as águas em desespero, escorrem pelo olhar...
, beijos meus.