SEMENTES

E me guardo para você,
é outono.
Se a primavera tinge outros mundos,
é por esse amor
e todas as cores se esquecem
de esmaecer.
Fico com sementes
que plantamos.
Sempre haverá um tempo de renascer.
Saramar

Imagem: Carol Robinson

12 comentários:

Sônia disse...

Doces suas palavras Saramar...



Tenha um lindo dia!

B R E N A disse...

Ah, saramar... sempre poesia....

sempre lindo.

Beijo

Daniele disse...

Saramar,

Denso demais :"Sempre haverá um tempo de renascer".

Beijos na alma,

Pedro Paulo Pan disse...

, sempre haverá. não tenha dúvidas...
|beijos meus|

Claudia Perotti disse...

como sempre tuas letrinhas entram na gente só para encantar.

beijinhossss

Um Poema disse...

Obrigado por achares que vale a pena linkar-me.
Vou também acrescentar o teu "Falares" à minha página.

Um abraço

Arauto da Ria disse...

Saramar,
Preciso de ti e do teu espirito militante no dia 2 de Abril.
Quero o seu contributo e dos seus amigos nesta singela homenagem.
Um beijo.

Mário Margaride disse...

Belo poema Saramar!
Há sempre um tempo para renascer...dentro de cada um de nós.

Beijinhos

Ricardo Rayol disse...

Ventos polares
Acinzentam horizontes
Nuvens geladas
Abrigam sementes
Cruzam tempo
Aguardam
À espera
Força da vida

Tina disse...

Saramar:

Sempre haverá, e esse tempo trará um amor maior, mais forte e duradouro. Lindas palavras as suas.

beijos querida,

Peladuz disse...

Há um tempo de plantar.
Um tempo de colher.
Um tempo de renascer, naquele que colhe, nem sempre quem plantou.
Vida que se doa.

Daniela Mann disse...

E nós colhemos sempre aquilo que semeamos! ;)
Beijinhos