AMAR VOCÊ


Amar você, nas horas inteiras
de toda a vida era a ternura
com que me adornou,
por você, feita rainha
e pássaro em vôo.
Amar você sempre foi delicadeza,
uma vontade de colorir a vida,
quase mamulengo para vê-lo sorrir.
O vinho, a festa e seus passos
como se fosse Fred Astaire,
levando-me, elevando o tom do amor.
Ainda amo você.
Saramar

Imagem: Rui Aço

13 comentários:

bell disse...

Sara,
saudades..

Carlos disse...

Como vai vc? Sempre feliz com sua visita ao meu cantinho.

Jussara Gehrke disse...

Saramar,

estava visitando este cantinho http://ateondevai.blogspot.com/
e me lembrei de vc...
está melhor querida?
um beijo
Ju

JPAnunciação disse...

Um amor que se estende pelo tempo, pelos céus e pelo colorido de seus passos, entre o vinho e a festa nesta vida com "o tom de amor."
Sempre a amar!
Um beijo.

kuneski disse...

E teu Falares tornou-se um falar de amor, de paixão, de sentimentos. Um falar de mulher, suave, de momentos. Um falar com emoção um lamento. Um falar com coração do momento.

Freyja disse...

el amor logra los versos mas hermosos y los sentimientos mas bellos
hermoso versos hablando de amor
mil besitos Saramar y que estes muy bien
mi abrazo


besos y sueños

Sônia disse...

Muito lindo Saramar!

Janaína Calaça disse...

O amor em si já é a maior das delicadezas. Ele carrega a suavidade que o corpo precisa para se proteger da dureza dos dias cíclicos, da rotina, dos problemas. O amor é aquilo que nos mantém fortes para encararmos o lado mais doloroso da vida.

Beijos

Jana

Angela disse...

Sempre o amor, esse tema que tu pintas como ninguém nas suas diversas matizes.

Cada poema teu me surpreende e me encanta.

Um grande beijinho de quem admira muito a tua poesia.

Bosco Sobreira disse...

Minha querida Saramar,
Hoje é o Dia Nacional da Poesia. Teu dia, portanto.
Aceite, por favor, meus parabéns pela beleza de tua poética e da extraordinária pessoa que és.
Um beijo afetuoso, minha querida.

Daniele disse...

Querida Saramar,

Se o amor tivesse outro modo eu o nomearia de Saramar. Ninguém jamais teve o lirismo e o sentimento para expo-lo da forma que tu faz.

Lúdica, lírica, densa !

Você é pura inspiração !

Beijos na sua alma,

Tina disse...

Saramar:

Agora que só posso visitar os blogs amigos a noite, sinto-me recompensada ao ir dormir depois de ler os versos seus. Pura paixão.

beijos querida e obrigada,

Pedro Paulo Pan disse...

, ainda ama. ainda tem a leveza de amar assim...
|beijos meus|