OUTRO OUTONO

Muda o tempo
passa a vida
passa tudo
passa o vento
passa lento
passa alento
tudo vai sendo
ou não sendo
tudo acaba
amarelecendo.
Saramar

Imagem: Adriana Oliveira

14 comentários:

Moita disse...

Sarita

Você sempre foi a perfeição.

E agora rimando ficou melhor ainda.

mil beijos

Mário Margaride disse...

Olá Saramar!

Devagar, devarinho
Passa o tempo a correr
Se andarmos como o tempo...
Não temos tempo a perder.

Beijinhos

adelaide amorim disse...

Gosto muito desses poemas leves, bem-humorados e ao mesmo tempo cheios de sensibilidade :) Beijo pra você.

Ricardo Rayol disse...

Ficou demais.. que percepção... mas nao pude deixar de pensar na coitada da uva passa .. tão discriminada. :-)

Ricardo Rayol disse...

Ficou demais.. que percepção... mas nao pude deixar de pensar na coitada da uva passa .. tão discriminada. :-)

DE-PROPOSITO disse...

Tudo passa e volta a passar, nem que seja em sonhos.
Um beijinho.
Manuel

Dono do Bar disse...

Um poema de estação!
Perfeito, linda.

Beijos.

DB.

Sônia disse...

Verdade...



Abraço Saramar!

Bosco Sobreira disse...

Minha querida Poeta,
Está difícil acompanhar o ritmo de tua criatividade. Sempre que venho aqui, beber de tua fonte, encontro sempre algumas pérolas a mais. Como a postagem anterior, em que a sensualidae ganha uma dimensão só encontrada nos poetas maiores.
A de hoje me fascinou, pela leveza, pelo ritmo, por você.
Um beijo afetuoso, minha querida.

Daniele disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniele disse...

Querida Saramar,

Tudo passa, menos o que foi escrito com todo o sentimento, como seus versos !

Beijos,

PS: Mudei de e-mail, quando tu fores me enviar um e-mail mande para daniele.vs@gmail.com

Daniela Mann disse...

Tudo acaba amarelecendo, não me parece mal! eh eh eh
Estou a brincar!
Ai Saramar, bem preciso de um intervalinho para não acabar "queimando as pestanas"! Dá mais trabalho do que eu pensava! Mas tudo bem, no fim sabe bem ver o resultado, não é?
Beijinhos

chiko disse...

Que imagem perfeita do outono. Gostei do amarelecendo (confesso que esperava amadurecendo, fechou perfeitamente o conjunto. Poema claro com céu outonal.

Naeno disse...

SARAMAR,

Meus amô, qeu lindo poema tu fizestes. Parabéns. Obrigado por tua amizade.

Um beijo
Naeno