FINGINDO


Finjo que sou poeta
e me ponho a contar estrelas
uma, duas, três
e disso não passo.
Surge logo o seu rosto,
entre os astros
e ofusca, das constelações,
as mais belas.
Viu o que faz?
Nem posso fingir mais.
Saramar

Imagem: rsemm

15 comentários:

moacircaetano disse...

ainda bem que é poeta de verdade!
beijo!

José disse...

É isso ai bela poetisa!! Poeta você é!
Beijos, José

Paulo Silva disse...

Olá Saramar...
Você fingir de poeta? Não!!!
Você é uma espetacular poetisa.
Bom fim de semana.

Ricardo Rayol disse...

querida vc é uma poetisa de mão cheia....

Arauto da Ria disse...

Querida Saramar,
entendo e percebo a mensagem.
Você é divinal
Um beijo.

Claudia Perotti disse...

Pois é ... quando o sentimento nos toma por inteiro passa a fazer parte de tudo em nossa existência.

Lindo!

Beijinhossss

Bosco Sobreira disse...

Já te disse hoje, pra variar, que você é minha poeta preferida?
Poeta de rara beleza ao tecer suas rendas.
Bom feriado, Poeta. Mas, não se ausente da poesia...

Carlos disse...

Infinitamente
Machado de Carlos
http://ilove.terra.com.br/autores/texto.asp?idpi=1056

Amor, nesta noite que asserena,
a sete chaves está o teu perfume,
nele tenho a força e a energia plena
para vencer a dor com o teu lume.

Eu sei que minha carga é pequena!...
O meu amor por ti, em tudo se resume:
- Não canso de mirar teu rosto! – Apenas
quero sorver, da taça, teu perfume!

Quero o teu semblante lindo aonde eu for,
os minutos são rajadas de amor,
marcando o compasso do coração!

Curvo-me somente pra te adorar!
Os olhos somem... nas ondas do mar...
´´ Mon Amour´´: - Sim, morro nesta canção!...

Kalinka disse...

A vida é só uma…breve ou longa, é uma incógnita!
Na minha imagem mostro uma espécie de relógio que significa o «tempo», e ele é muito importante em todas as vidas. Perseguir e alcançar a felicidade é o sonho humano mais desejado, pois todos temos direito a um quinhão de felicidade.
Partilha comigo esta busca, perseguindo também a Felicidade.
Lamento não poder visitar este lindo espaço - blog durante a semana, mas, a promessa de cá vir ao fim de semana mantenho-a.

Beijokas.

ADORO LER-TE. Parabéns.

PELADUZ disse...

Contando estrelas... Estarias onde que não te vejo nem o escuro véu da noite, que já é manhã.

Cláudio B. Carlos (CC) disse...

Oi!
Passando por aqui...
Beijos do *CC*

luma disse...

Saramar, amando com as estrelas!
Fingir ser poeta? Acho que não, viu? Você expressa em poucas linhas muitos sentimentos e isso não é pra qualquer um!!
Bom feriado! Beijus

JPAnunciação disse...

Cara Saramar,
Dizia Fernando Pessoa.
"O poeta é um fingidor
finge tão completamente
que chega a fingir que é dor
a dor que deveras sente."
E nesse rosto que ofusca você, está seu amor que não é fingimento, mas excesso e intensidade d'alma.
Gostei, mais uma vez!
Um beijo

Angela disse...

Saramar, tu não podes fingir que és poeta porque tu, de facto, és poeta!!! Escreves de uma maneira encantadora. O amor que transmites é tão intenso! Já tinha muitas saudades de te ler!
Quero agradecer todas as tuas palavras carinhosas.
Parabéns pelo novo visual do blog.

Um grande grande beijinho.

Vera disse...

Querida Saramar, o teu blog ficou lindo!
E como poderias tu fingir? Essa tua alma mágica de poetisa jamais o permitiria! Poetisa ou poeta sim!!! Sempre, menina maravilhosa!

Beijinhos