SE EU FOSSE POETA


Queria dos poetas, o gume,
a palavra exata, o corte
no minuto último do respirar.
Queria falar como os poetas
escandindo versos,
escolhendo o acento perfeito
e o amor em heptassílabos,
mais bem feito que qualquer vida,
a dor no devido lugar.
Queria música nos meus versos
para enfeitar meu tosco dizer.
Assim, quem sabe,
meu amor que não me vê,
embalado na beleza desse lindo versejar,
olhasse para cá e se pusesse a admirar
o ritmo, o verso, a música
e entendesse,
nas palavras que escreveria,
o amor que nestas rimas pobres,
não consegue enxergar.
Saramar

13 comentários:

MUTUMUTUM disse...

Ai, ai... se eu fosse poeta... ai, ai... mas não sou. Só sei fazer poeminhas escrachados e sem graças como os que fiz no último post do meu blog tosco o/

Seus versos são bem legais, profundos, tocantes, instigantes, românticos e demais qualificativos correlatos o/ Parabéns!

Abraços o/

Mário Margaride disse...

Se eu fosse poeta...
Escrevia poemas de amor
Tão belos, tão sublimes
Que teu coração sorria

Mas como não sou poeta...
Apenas deixo palavras
Simples, ternas, singelas
De grande e pura amizade.

Beijinhos

delusions disse...

O que é um poeta?



Bjs*
Boa semana

crisblog disse...

Você não está enganada? rsrs...olhe, que até dá pra ver uma vírgula!..rsrs

Beijinhos carinhosos.

Fernanda e Poemas disse...

Saramar, se fosses poeta!
Mas tu ´rs uma poetisa minha querida.
Adorei!!!!!!!!!!!!!!!

Beiji9nhos com sabor a mar.

Fernandinha

Erika disse...

quem me dera ser poeta... assim que nem vc.

beijos

ana. disse...

Saramar...

Se eu fosse poeta

Quisera ter o dom de decifrar palavras e nela verserjar.
Entre em rimas milimetricamente compostas, sentir que adormeço nos braços invisíveis da solidão.
Acordar com a sensação que o leito de minha fuga, foi o ninho perfeito pras minhas ternas desventuras.
Quisera ser poeta e traduzir
td esse sentir que reside tão somente na imaginação deste que apenas finge e não sabe o que é a dor.
Quisera ser poeta e apenas poemar.

Beijos Poéticos.
;**

Linda poesia como sempre e saudades...

ana. disse...

Esqueci, orbigada pela visitinha surpresa.

Beijos Poéticos.
;**

Joice Furtado disse...

É verdade!
"Se eu fosse poeta". Então eu poderia expressar com rimas de escolhidas palavras
o maior dos dons humanos
traduzido no verbo AMAR.

Lindo como sempre SARAMAR

Vicente Siqueira disse...

Oi, Moça.
Oi, Saramar
Se eu fosse poeta acompanharia você. E para iniciar vou fazer o seguinte: levo um pedaço do seu poema para enfeitar a minha doceria. De acordo? Caso não concorde diga lá. OK?
Pra você eu trouxe beijos. Pra você eu deixo doces.
Vicente Siqueira

Bosco Sobreira disse...

Minha querida Poeta, a Primeira!
Mais um belo momento de sua poesia. Mias um entre tantos, todos.
Perdoa esse amigo que não tem podido alimentar-se de sua poesia como desejava.
Um beijo, minha querida!

Sônia disse...

Acho que você consegue tudo isso com os seus poemas! São lindos demais...


Bom dia Saramar!

Pedro Pan disse...

, rimas pobres também tem seu encanto...
, beijos meus.