Das letras em meu peito

Sem rumo,
sem mundo,
sem você.
só esse atropelo,
as letras do seu nome no peito,
a lua muda
e uma música interminável
"a machucar meu coração".

(
Por que não me avisou
que iria doer?
)


Saramar
Imagem: Bernardo Cau

11 comentários:

Natália Nunes disse...

É que a dor legítima precisa do susto.

Erika disse...

tem dor que sempre dói sem aviso prévio.

beijos

DE-PROPOSITO disse...

'sem você'
-------
Por vezes o 'não se ter', pode ser uma libertação.
Fica bem.
Felicidades.
Um beijinho.
Manuel

Claudinha disse...

Dói,um dia acaba doendo, mas é imprescindível... Beijos!

Sueli disse...

Sa, acho que você deu uma voltinha aqui no meu coração, antes de escrever esta poesia ... Beijo!

Bill disse...

Uma dor aguda e surda, que ecoá pelos cantos da alma...

Espero que seja só belas letras dona moça e que estejas a sorrir.

Bom fim de semana
:*

Márcia(clarinha) disse...

Porque não existe lembrança da dor...
Dia lindo doce Saramar
beijos

Fernanda Passos disse...

Eles nunca avisam querida....
bjs.

Tina disse...

Oi Saramar!

A gente sabe que vai doer, mas mesmo assim vai em frente...

Saudade de ler voce. Vai la no BM VER a minha novidade.

beijos querida e boa semana,

Bruno disse...

Até ler o que estava em paranteses estava tudo bem.

Depois comecei a chorar...

nomadezz disse...

Bom,

De mais já foi dito tanto, mudaria alguma coisa saber o quanto poderia doer?

Bjs.