O AMOR QUE SINTO POR VOCÊ


O amor não é um jogo
não tem trama
o amor é o inverso
é a corda no pescoço
não é beijo depositado
é ferida no peito
e o sangue de quem deixa
de quem morre
e se entrega à dúvida
e despreza o freio.
o amor é o joelho no chão
do coração
é a certeza
e o não-sei-o-quê
que assombra e some
é esse querer sem jeito,
sem tempo certo,
sem jogo.
Amor é o que sinto por você.

Saramar

Imagem: Edvard Munch

16 comentários:

Janaina Staciarini disse...

Dói em você, Sara?
Adorei. Beijos.

Janaina Staciarini disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Janaina Staciarini disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Janaina Staciarini disse...

Eu excluí os comentários porque eles se repetiram tá?

Márcia(clarinha) disse...

Amor que move a vida na esperança de um dia, ser...
dia lindo doce Saramar
beijos

Ricardo Rayol disse...

o amor não é um jogo, é um combate cruento ininterrupto e mortal. sempre alguem acaba ferido de morte

Erika disse...

assinando alí no comentário do Rick Rayol.

Vc escreve lindo.. mas amor é tão duro.

beijos

Sueli disse...

Que jeitinho especial de descrever o amor. É isso aí, amiga, isso mesmo ... (amor é joelho no chão do coração ... e, muitas vezes, coração de milho). Bj.

Mestre disse...

E só assim é realmente amor.
Um beijo suave

Daniele disse...

Querida Saramar, esse é o amor, que teces em verso, com maetria, com uma beleza inerente a sua poesia.

Quero lhe agradecer o convite, já estive no blog e deixei o meu comentário na sua belíssima prosa.

Sinto saudade de ti,

beijos na alma,

Léo Scartezzine disse...

Vim aqui lavar a alma. Obrigado poeta.

Lusófona disse...

Vim ler-te e desejar um feliz fim de semana
Bjs

Raquel disse...

falar do amor é mágico, e fácil e maravilhoso... o duro o duro mesmo é que vivê-lo seja uma aventura diária, e complicado...
e igigentchiiiiiiií!!!!!

(brincadeiras a parte lindo poema, bjkas)

rosa pena disse...

o seu falar de amor fala direto no meu coração..tb você foi um presente que ganhei nesse 2007... sim, presente surpresa da vida que com toda sua aspereza, teve um momento de gentileza e me trouxe flores em forma de Saramar. beijos e beijos..rosa pena.

Delfim Peixoto disse...

Falou ! É bom saber que se ama!

crisblog disse...

Sara...vou te chamar assim agora...essa foi a melhor definição que já li sobre o amor!

Ele não é um jogo !

Beijos.

Parabéns. Boa semana.