INÉRCIA


O tempo passa,
eu vou ficando
a alimentar quimeras
de tardia infância,
em solidão de brinquedo quebrado.
Eu vou ficando.
Embalada por amores alheios,
distraio os insossos dias
lendo em nuvens,
palavras e promesas
há tempos perdidas.
É o tempo que passa
E vou ficando,
esquecida.
Saramar
Hoje tem um poema sobre a Terra lá no blog do Léo.

20 comentários:

Daniele disse...

Querida Saramar,

Esquecida jamais, pois sua poesia é a sua essência e, essa nos traz palavras, promessas, sonhos, risos, lágrimas.

Seu canto poético é o canto de todas nós !

Beijos na alma,

Bosco Sobreira disse...

Minha querida poeta!
Que belo e pungente poema! Que belo!
Dizer mais o quê?
Me faz um bem danado te ler. Sempre!
Um beijo afetuoso, Poeta!

Ricardo Rayol disse...

Uma janela aberta no tempo que não para, e observamos o estático tempo que não se foi... demais.

Mário Margaride disse...

Olá amiga!

Se vais ficando,
Só com o sonho
O tempo vai passando,
O sonho sumindo,
A asa voando,
E o tempo...fugindo.

Beijinhos

Tina disse...

Oi Saramar!

Não creio que fiques esquecida, não com versos assim...

beijos querida e boa semana,

PELADUZ disse...

Nuvens mundam em razão do vento. Se fazem fúria, quando há tempestades de chuva, mas se lhes atravessa um raio de sol, tudo brilha.
Acorda em arco-iris.
Existe sempre um novo dia.

Mário disse...

Lindo, Saramar. Muito lindo. É verdade, o tempo não pede autorização para rolar. Abraços, Mário.

Márcia(clarinha) disse...

Esquecida?
Jamais.
Felizes dias doce Saramar
beijossssssssss

Zé Carlos disse...

Sara querida, eu adoro você, amo sua forma de se comunicar, se não morasse no meu coração duvidaria da sua existência !!!. Bjs do ZC

Vera disse...

Esquecida jamais, querida Saramar! Isso é impossível!
Adorei o poema, e tenho a certeza que a tua poesia viverá eternamente!

*♥*´¯`*Beijinhos*´¯`*♥*

Mário Margaride disse...

Saramar,olá!

Tenho uma surpresa para ti no Canto poético, vai lá!

Beijinhos

Daniela Mann disse...

Que lindo o comentário do Zé!!! Mas a Saramar merece ;)
Beijinhos amiga

dacio jaegger disse...

"...lendo em nuvens,
palavras e promesas
há tempos perdidas."
Que beleza Saramar! Olhei pela janela, vi nuvens passando alegres e sorridentes; percebi que tiveram uma conversa contigo./Beijos.
PS:Dê um pulo no Chega, vc vai assistir um filme You Tube, de qualidade espetacular, sobre o funcionamento da célula.

Pedro Pan disse...

, é sempre bom "alimentar quimeras".
, beijos meus.

Mário Margaride disse...

Olá Saramar!

Como poderia esquecer-me do teu belo blog...com tão linda poesia!

Foi um prazer nomear-te querida amiga, um prazer enorme!

Agora terás que fazer o mesmo. escolher cinco...fazer um post, colar o selo. E depois os amigos, e teus visitantes, escolherão...

Beijinhos querida amiga

cilene disse...

eu tambem amiga...

moacircaetano, todo prosa! disse...

Leve, leve... lindo!

Lusófona disse...

Vim conhecer o blog (um dos) nomeado pelo meu amigo Mário Margaride... E com todo a razão..
O seu blog é harmoniso, acolhedor e cheio de sentimentos..

Parabéns!

Beijinhos

Angela Ursa disse...

Saramar, a sua poesia traz uma marca que não pode ser apagada. Não vai ser esquecida!! Beijos e flores da Ursa :))

Evaristo Cadenas disse...

Estimada Saramar, pasé a ver su blog (recomendado por Rose) y me he detenido a leer este poema. Me ha impresionado su lirismo y fuerza. Ainda nao sei portugués pero sé dir Beijos y felicitaçaoes. Muito obrigado por a sua poesia. Evaristo.