FANTASIA


O meu desejo vem
desse teu desejo, das tuas mãos
das folias no sofá vermelho
e um chorinho tocando
interminavelmente.
Viro poeta, viro música
e provocas meus sons, maestro.
Tu, meu pão de cada dia,
alimentas minhas loucuras
e os sonhos que ainda sonharei.
Tu, meu mar de fantasia,
vadias em meus flancos,
espuma de algodão-doce e mel
a se desfazer em ondas
neste meu corpo seu.
Saramar

Imagem: Amedeo Modigliani

14 comentários:

Ricardo Rayol disse...

Saramar, um delírio.. estou sem palavras para comentar.. um dos mais maneiros que já li... adorei é dizer pouco.

Mário Margaride disse...

Olá Saramar,

Adorei este poema!
Principalmente da primeira parte, onde dizes:
"O meu desejo vem
desse teu desejo, das tuas mãos
das folias no sofá vermelho
e um chorinho tocando
interminavelmente."

Tão belo, e de uma sensualidade, notável!

Parabéns minha amiga!

Beijinhos

Moita disse...

"Fantasias vadias em seus flancos". É bom demais da conta.

alguns cheiros

Leonardo disse...

Olá doce amiga (e musa),
Vim respirar um pouco de paz e poesia no seu cantinho. Acabei chegando nos arquivos. Muitoe bom, moça. [Está tudo bem?] Abraços do Leo

cilene disse...

Minha amiga o meu desejo vem nem sei de que, mas parabens pelo seu desejo vir desse amor..

Bosco Sobreira disse...

A poesia tem esse poder de nos fazer dono da poesia que nasce do outro.
O teu poema tem essa magia de nos fazer cúmplices do poeta.
Um dia iluminado para você, minha querida poeta!
Beijos.

margusta disse...

Querida Saramar,
..Linda a tua poesia!..Como sempre!!!

Espero que tenhas tido uma Páscoa cheia de Paz e Harmonia.

Beijinho em ti amiga!

Pedro Paulo Pan disse...

, corpos em sintonia em "folias no sofá vermelho"...
, feliz páscoa pra você também!
|beijos meus|

Daniela Mann disse...

Eu, realmente, fico sempre sem saber o que comentar!
Sou sua fã e ler seus poemas dá-me vontade de escrever mais poesia também!
Passando esta fase mais trabalhosa, dedicar-me-ei aos poemas novamente.
Obrigada por partilhar versos tão lindos connosco.

Tina disse...

Saramar:

Amor assim é que vale a pena, pensando bem, concordo também com que disse que "qualquer maneira de amor vale a pena..."

Lindos versos, como sempre.

beijos querida,

Anne Baylor disse...

"O meu desejo vem
desse teu desejo, das tuas mãos"

Muito delícia te ler.

*;*

Keikas disse...

oi menina!
lendo seus escritos e adorando...
bjoka

Loba disse...

A cada dia te redescubro! E sempre mais bonita!!!
Que poema, este! Ando gostando muito de poemas de amor (pena não saber sequer pensá-los...rs...) Este seu é daqueles que leio e penso: pq não fui eu quem fez? ai ai ai...rs... que bom que vc os faz tão lindamente, né?
Beijocas

Sueli disse...

Demais, amiga!!! No dia de hoje, parece feita para mim, esta poesia. (Só trocaria a cor do sofá...rs). Beijo!