SE EU FOSSE APENAS


Se eu fosse apenas uma rosa
com que prazer me desfolhava,
já que a vida é tão dolorosa
e não te sei dizer mais nada!

Se eu fosse apenas água ou vento,
com que prazer me desfaria,
como em teu próprio pensamento
vais desfazendo minha vida!

Perdoa-me causar-te a mágoa
desta humana, amarga demora!
- de ser menos breve do que a água,
mais durável que o vento e a rosa...
Cecília Meireles

4 comentários:

Jôka P. disse...

SARAMAR !!!
Recebi o seu e-mail e torço pra que possa resolver os "pepinos" do computador.
Um grande beijo e saudades
do amigo de Copacabana,
JÔKA P.

Taia disse...

Meu computador é uma carroça também, mas com o velox essa geringonça tem funcionado melhor.

Trava, mas eu não desisto. dou um but e vou em frente!

Mas uso muito o do meu serviço, qu é top de linha e ajuda um bocado!

Tomara aque resolva logo, tenho saudades de suas visitas.

Beijão:)

CapaEspada disse...

Boa Tarde,

Como sempre belas poesias,
Beijos

Marcelo Orlando disse...

redondinho.... mui belo.... mui suave... bjs...