RÉQUIEM



Na festa vermelha dos sentidos,
verto o sangue do amor, incômoda utopia.

Dobro o corpo e me entrego,
sem remorso,
à féerica farsa dos tristes,
de quem ousou ter esperança.

Sobre a ilusão, enfim desfeita,
de fados,
de flores,
do amante em madrugadas
de íntimo e sereno desfalecer,
pousa a névoa do esquecimento.

Verto o sangue, sangro o seio.
Se pudesse secar o pranto,
seria suave a inelutável dor
pelo meu sonho de amor,
enfim morto.
Saramar

14 comentários:

Moacy Cirne disse...

Oi, fazia tempo que eu não aparecia por aqui, confesso. Falha minha, sem dúvida. Mas gostei de ter voltado. Um abraço. E um bom carnaval pra você.

Alessandra disse...

cheio de vida e musicalidade...
Beijos!

Raquel disse...

Não morreu segue vivo, ai dentro de ti...
o amor, o amor primeiro é o que temos por nós mesmos e este não perdemos, mas as vezes não damos o valor suficiente...
ele é a base dos amores que construimos ao longo da vida,
pensemos todos nisso... :)

BJOKAS!!!!!!

Só Magui disse...

Sonhos mortos é muito triste.
http://somagui.zip.net

pdavida disse...

Sexta-feira, 1 de Fevereiro de 2008
Carta aberta à Comissão de Ética Pública.

EXMO. SR.
Dr. Marcílio Marques Moreira
MD. Presidente em Exercício da Comissão de Ética Pública
Brasília - Distrito Federal

Senhor Presidente:



Tendo como base o Decreto nº 6.029, de 1º de fevereiro 2007, assinado pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e pela Ministra Chefe da Casa Civil, Dilma Roussef:
Art. 11. Qualquer cidadão, agente público, pessoa jurídica de direito privado, associação ou entidade de classe poderá provocar a atuação da CEP ou de Comissão de Ética, visando à apuração de infração ética imputada a agente público, órgão ou setor específico de ente estatal.
Parágrafo único. Entende-se por agente público, para os fins deste Decreto, todo aquele que, por força de lei, contrato ou qualquer ato jurídico, preste serviços de natureza permanente, temporária, excepcional ou eventual, ainda que sem retribuição financeira, a órgão ou entidade da administração pública federal, direta e indireta.
o Blog Coturno Noturno vem, de público, solicitar que sejam investigados os seguintes cartões corporativos, tendo em vista a classe de fornecedores que por eles têm sido pagos, ao longo dos últimos quatro anos, especialmente no Estado de Santa Catarina, que a princípio, salvo melhor juízo, fogem das atividades-fim de qualquer função pública, envolvendo supermercados, ferragens, lojas de material de construção, oficinas mecânicas, livrarias, lojas de materiais eletrônicos, lojas de munições, entre outros:

JOÃO ROBERTO FERNANDES JUNIOR
CPF 373.383.231-00
Lotado na Presidência da República
Gastos de maio a dezembro de 2007 = R$ 48.517,87

JADIR JOSÉ DUARTE
CPF 638.045.300-87
Lotado na Presidência da República
Gastos de janeiro a dezembro de 2006 = R$ 25.195,88
Gastos de maio a dezembro de 2005 - R$ 24.474,54

SÉRGIO JOSEMIR RODRIGUES CORREA
CPF 468.613.359-91
Lotado na Presidência da República
Gastos de janeiro a dezembro de 2004 - R$ 37.036,76


É sabido que Decreto nº 4.081, de 11 de janeiro de 2002, que instituiu o Código de Conduta Ética dos Agentes Públicos em exercício na Presidência e Vice-Presidência daRepública confere, à V.Sa., o poder de convocar a Comissão de Ética da Presidência da República, para verificar, oferecendo ampla possibilidade de defesa, se houve algum desvio de conduta.
Certos de seu zelo na defesa da coisa pública, subscrevemo-nos.

Atenciosamente.

BLOG COTURNO NOTURNO

Deassis disse...

O Bloco Unidos da Saramar espera que essas sensações negativas sejam apenas fantasias melancólicas de sua poeta madrinha.

Vera disse...

"Verto o sangue, sangro o seio.
Se pudesse secar o pranto,
seria suave a inelutável dor
pelo meu sonho de amor,
enfim morto."

Nem sei que dizer Saramar... Potente! De cortar a respiração!

Beijo grande

BANDEIRAS disse...

Boa noite amiga,

Pelo sonho de amor morto.
Não deixe o amor nunca morrer.
abs

Jôka P. disse...

Um beijo, Saramar !

drx disse...

Ilusões..mas eu não quero certeza alguma mesmo, eu nasci para voar na contra mão dessa onda furada. Cansado de meia razão e nenhuma emoção...Eu nasci pra insistir, para amar, pra persistir, pra sentir a emoçao da paixão até não caber mais.
beijosssssss

dr x

Moita disse...

Esse é um morto ressuscitável.

Sem muito tempo pros amigos, peço perdão.

Aproveitando o carnaval pra posta de novo.

cheiros no cangote.

Voodoo disse...

Meu Deus, Sara!

A gente não se entende, o amor nasce todos os dias, é Fenix, não existe dor na sua morte, renasce.
Um beijo.

Alessandra disse...

vibrante tua poesia em nós...

Defensor disse...

...irretocável!