PRISÃO

canto, eu canto.
pássaro preso
em tua ausência.
e me rasgo
(o peito).
eu sofro.
sufoca-me a ânsia
e me sobra o pranto.
Saramar

Imagem: Laura Lipton

15 comentários:

cilene disse...

Eu queria cantar, Nao para ser cantora, mas so para cantar..bom domingo!
cilene
http://cilenebonfim.com/

* hemisfério norte disse...

Olá sumida! Que bom vc me ter visitado. Fiquei feliz. Q aconteceu com vc que desapareceu?
hummm, acho q andou a cantar, é isso? rsrsrs
Bj MUITO GRADE
a.

Ricardo Rayol disse...

Um dia a prisão deixará de existir e as asas poderão levar-lhe por lugares inesperados.

Alice Matos disse...

Aqui canta-se o amor... e solta-se o pranto... É lindo... Triste é quando o sentimento sufoca na inexpressão... Eu "perdi as minhas lágrimas..."

Beijo grande para ti...

Kalinka disse...

AMIGA:

A amizade aquece-nos o coração, mesmo nos dias mais frios da vida ...

Abraços iluminados pelo brilho das estrelas de Natal.

Jalves http://geometriadaspalavars.bloges.sapo.pt disse...

Há sempre uma janela para rasgadas visões.

Um abraço deste lado do mar.

Jalves

Janaina Staciarini disse...

Sara, eu fico simplesmente encantada com as coisas que eu leio aqui.
Um beijo.

Bill disse...

Canta... E encanta com palavras...

Canto leve da saudade... Ausência surda dos dias...

Beijo dona moça poeta e ótima semana

:*

andre wernner disse...

Saramar
São as nuances do amor e da entrega que nas amarras invisíveis cobra o seu preço...
Sucinto e verdadeiro.
Abs

un dress disse...

sombra e sol...





~ beijO

Márcia(clarinha) disse...

Triste cantar...
dia lindo doce Saramar
beijos

Ordisi Raluz disse...

E eu, de meu canto terei prazer em fazer minha dedicatória a você, Saramar.

Beijos poéticos.

Angela Ursa disse...

Saramar, que esse pássaro possa voar e ultrapassar o caminho da ausência. Beijos e carinho da Ursa :))

Alessandra disse...

so
sobra
o pranto!

Chiko Kuneski disse...

Especial esse teu poema. Ainda bem que o pássaro soltou o canto poético. Melodioso.