NOITE, DIA

Preciso de tanto.
a luz do seu olhar
céu
quando abro a janela.

a quentura do riso
de quando o sol vê a flor.

a madrugada e a música
de quem espera na calçada.

Do seu amor
preciso tanto.
Saramar

Imagem: Alfred Gockel

10 comentários:

Tere Tavares disse...

Saramar,
Como bálsamo, o que mais se quer, além do amor, ser possível: poetizar!
beijos

Bosco Sobreira disse...

Precisamos de tanto, não é verdade minha querida Poeta?
No fundo, somos a carência personificada. O que nos salva é a busca. Buscar.
Tua poesia me encanta. Sempre.
Um beijo afetuoso. Sempre.

Mimi disse...

Eu só busco um cadinho mais de paciência... obrigada por tê-la comigo.

Como faço para elogiar tudo o que é tão bonito aqui?

deixo beijo para vc, Saramar

Márcia(clarinha) disse...

Esse doce precisar nos aquece...

lindos dias doce Saramar, estou melhor, obrigada
beijos

Brancamar disse...

Sempre o bom gosto entrelaçado nos afectos, querida Saramar.

É úm lenitivi para a nossa alma visitar os seus espaços. Já tinha saudades.

Beijinhos

7cabeças disse...

Ah, o amor! Lindo! :)

Você nunca mais nos visitou... Apareça e venha brincar conosco na nossa Semana Divertida!

Beijos!

Sônia disse...

Esse "precisar" é tão sofrido! ai...ai...rs


Abraço Saramar!

Natália Nunes disse...

adoro as imagens do Alfred Gockel :)


eu tb preciso tanto tanto...

Tigrão disse...

Querida amiga,

O doce enlace de tuas palavras,
canta algumas dores da vida,
amar é se não sofrer por amor.
bjs

Tina disse...

Oi Saramar!

Eu também PRECISO! E só faço precisar...

Ainda bem que tenho teus versos a me acalentar.

beijo grande querida, obrigada.